NAUFRÁGIO DO CONCÓRDIA


Os sobreviventes do veleiro canadense Concórdia que naufragou a 330 milha do litoral do Rio de Janeiro, já se encontram a salvo e 51 já se encontram em terra. Isso foi o que anunciou a Marinha do Brasil em entrevista coletiva do vice-almirante Gilberto Max Roffé, comandante do 1ª Distrito Naval. Ele ressaltou ainda que o encontro da equipe de salvamento com os náufragos se deu primeiramente com uma avião patrulha da FAB, que sobrevoava o local do acidente. Um foguete sinalizador foi acionado de uma das balsas salva vidas e assim pôde ser avistado pela tripulação da aeronave. Os navios que navegavam próximo a área foram acionados e começaram a recolher os sobreviventes. “Quando percebemos que o avião tinha visto a gente, começamos a chorar. A aeronave começou a sobrevoar em círculos no local onde estávamos. Não tem como descrever a sensação de alegria”, Essa foi a declaração de uma das sobreviventes. Segundo os primeiros sobreviventes que chegaram em terra, a causa foi um forte temporal que atingiu a área. Na hora do acidente estava tendo inicio uma aula de biologia, quando o veleiro adernou e virou de lado. Em menos de 15 segundos tudo já estava inundado e foi dada a ordem para abandono da embarcação e emitido o sinal de socorro via satélite. Mais uma vez a Marinha do Brasil e a Força Aérea Brasileira estão de parabéns, numa prova do grande profissionalismo e da competência de seus homens em salva-guardar vidas humanas. O veleiro Concórdia já esteve em Natal em 2008, numa das escalas de suas viagens.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s